terça-feira, 12 de abril de 2016

O "Barato" da corrida

Você já sentiu esse barato?



Você já deve ter ouvido alguém falar que correr vicia. Que basta começar para sentir uma euforia diferente, um bem-estar incrível durante o esforço físico. Um “barato” inexplicável, estranho até. 

Quem já sentiu sabe do que falo. Sabem bem como é essa sensação como se estivesse flutuando, sem sentir dores, respiração e vencendo a força da gravidade. Esse “barato” é o culpado por cenas esquisitas que observamos na chegada, com gente saltando, dando gritos, socos no ar ou desabando exausto no chão.

Pois bem. Essa euforia não é conversa mole de corredor, não senhor.Estudos científicos comprovam que a substância causadora por esta “viagem” atende pelo nome de endorfina. 

Ela é liberada pelo organismo quando se pratica uma atividade física constante, não necessariamente só a corrida. A endorfina é um neurotransmissor usado pelo organismo “informando” que é preciso relaxar, evitar a dor.

Prazer
Ao livrar a dor, a endorfina causa no corpo um enorme prazer, despertando a sensação de euforia e de plena saúde, como um super-herói. Um encontro do corpo com a alma, diriam os mais entusiasmados. Algo parecido com o que é causado pela extrema paixão.

Quando a pessoa se exercita rotineiramente, aprende a controlar a frequência cardíaca ideal, ganha resistência e encontra o pleno equilíbrio entre corpo e alma. Quem corre tem na endorfina o aliado para manter o bom humor, afastar o estresse e assumir uma atitude positiva no dia a dia. Eis o “barato” da corrida.

Curtas
- Domingo tem a Meia Maratona de Fortaleza e que apresenta um circuito novo, com passagem pelos pontos históricos da cidade.
- Calendário já teve sua grande decepção do ano: a II Sky Run, prova adiada em março e cancelada em abril, tudo em cima da hora.